• Entrevistamos Cristina Van Valkenburgh, gerente dos programas de mobilidade no Departamento de Transporte de Seattle (SDOT)

    Nenhuma política isolada terá capacidade de transformar a mobilidade de uma grande cidade. As melhores práticas mostram que é necessário um olhar integrado para o transporte, o uso do solo, o zoneamento e demais ferramentas de planejamento. É preciso ter uma visão de sucesso e persegui-la, com ajuda das pessoas e do setor corporativo. Esses são alguns pontos-chave para o sucesso de Seattle, onde Cristina Van Valkenburgh atua como gerente dos programas de mobilidade no Departamento de Transporte de Seattle (SDOT).

    Compartilhe

  • Em entrevista, Laura Ballesteros, subsecretária de Planejamento na Secretaria de Mobilidade do Governo da capital mexicana, explica como a cidade está tentando mudar os hábitos de deslocamento da população

    Ainda precisa mudar em muitas cidades a ideia de que a melhoria da mobilidade urbana passa necessariamente pela ampliação da infraestrutura. Políticas de Gestão da Demanda de Viagens (GDV) tem papel importante para otimizar o uso do espaço viário e incentivar a mobilidade sustentável. Assunto ainda delicado para o poder público, ainda precisa avançar nas cidades brasileiras.

    Compartilhe

  • Plataforma permite a visualização de dados que contribuem para transformar os compromissos climáticos em ações práticas

    Os países que neste momento estão em Bonn (Alemanha) para a COP 23 confrontam uma série de questões que giram em torno de uma pergunta essencial: como reduzir as emissões de gases do efeito estufa (GEE) agora – e rapidamente – para minimizar os impactos mais severos das mudanças climáticas?

    Compartilhe

  • Equipe do WRI Brasil apresentou boas práticas a técnicos da prefeitura de São Paulo que trabalharão na qualificação do corredor Campo Limpo

    Se colocar no lugar das pessoas na hora de projetar. Esse princípio básico precisa ser sempre reforçado para que novas infraestruturas saiam do papel com a qualidade suficiente para garantir acessibilidade e segurança para as pessoas. Isso salva vidas. Nesta terça-feira (7), o WRI Brasil realizou um workshop com técnicos da prefeitura de São Paulo responsáveis pela qualificação do corredor de ônibus Campo Limpo, que liga a zona sul ao centro da capital paulista.

    Compartilhe

  • Adriana Salgueiro explica como os erros de projeto implicam em atrasos e demora na conclusão de obras públicas

    No final de 2016, o Ministério das Cidades lançou a coleção Cadernos Técnicos para Projetos de Mobilidade Urbana, com o objetivo de apoiar as prefeituras no desenvolvimento de projetos de maior qualidade, devidamente alinhados aos princípios, objetivos e diretrizes da Política Nacional de Mobilidade Urbana.

    Compartilhe

  • Atualmente, que estímulo teria um operador para aprimorar a produtividade, a pontualidade e a regularidade de suas linhas?

    Artigo escrito por Luis Antonio Lindau e publicado originalmente na Revista NTU Urbano

     

    Compartilhe

  • Lista de princípios ajuda a guiar tomadores de decisão e a população na transição para os novos serviços de mobilidade

    O ritmo da inovação tecnológica do setor privado em serviços de transporte compartilhado, veículos e redes é acelerado e cheio de oportunidades, bem como riscos. A chegada iminente dos veículos autônomos, por exemplo, terá um impacto profundo nos meios de subsistência, no congestionamento e no uso do solo urbano. Ao mesmo tempo, as ruas da cidade são um recurso finito e escasso.

    Compartilhe

  • Novo concurso apoiado por Stephen M. Ross vai premiar iniciativas de desenvolvimento urbano que catalisam mudanças

    Mais de metade da população mundial vive hoje em áreas urbanas, e até a metade deste século já serão mais de dois terços. Essa tendência trará tanto novas possibilidades quanto novos riscos: as cidades podem ser catalizadoras de oportunidade, criatividade e crescimento – ou levar a mais desperdício, poluição e sofrimento. A trajetória de muitos centros urbanos precisa mudar, estimulada por soluções transformadoras que ultrapassem apenas uma rua ou uma quadra. Com o apoio do empresário e filantropo Stephen M.

    Compartilhe

  • Entenda o que significa o conceito e como ele pode ser aplicado para dar mais vida, segurança e acessibilidade às cidades

    Quem acompanha a atuação do WRI Brasil percebeu que neste ano passamos a trabalhar com o conceito de Ruas Completas. É comum associar a palavra “completa” à perfeição ou deduzir que esse tipo de rua terá sempre espaços segregados para cada usuário da via, como pedestres, ciclistas, ônibus ou carros, por exemplo. Por isso, tentamos tirar algumas dúvidas sobre a nossa abordagem para o conceito:

    Compartilhe

  • A coordenadora de Saúde e Segurança Viária do WRI Brasil é a segunda entrevistada da série em que apresentamos os profissionais da organização

    Responsável por estruturar a área de Segurança Viária no WRI Brasil, Marta Obelheiro faz parte da equipe do WRI desde 2010. Hoje, ela coordena projetos que buscam salvar vidas nas cidades brasileiras. 

    Para saber mais sobre a sua experiência com o tema, conversamos com ela sobre o planejamento urbano voltado à proteção das pessoas, sobre a responsabilidade dos gestores urbanos, entre outros tópicos trabalhados por Marta no seu dia a dia. 

    Compartilhe

Pages

Fique Ligado

Newsletter

Inscreva-se para receber a newsletter do WRI Brasil Cidades Sustentáveis. Increver-se