• Teresina trabalha para se tornar uma cidade 3C: compacta, conectada e coordenada

    A disponibilidade de comércio e serviços, a mescla de prédios residenciais e comerciais em um bairro, a organização das linhas de transporte coletivo, o tamanho das edificações, a articulação das diferentes densidades populacionais no perímetro urbano – em cidades com mais de 20 mil habitantes, tudo isso passa pelas normas previstas no Plano Diretor (PD), principal instrumento de planejamento das cidades. As diretrizes presentes no plano devem ser revistas a cada dez anos e, para muitas cidades brasileiras, 2018 é o ano de encerramento desse prazo.

  • Menos de 10% dos municípios brasileiros possuem Plano de Mobilidade Urbana

    Há pouco mais de cinco anos, a Lei 12.587 era publicada para instituir as diretrizes da Política Nacional de Mobilidade Urbana (PNMU) no Brasil e dar às cidades com mais de 20 mil habitantes o prazo de três anos para o desenvolvimento de seus Planos de Mobilidade. Após a aprovação da Lei 13.406, de 26 de dezembro de 2016, esse prazo passou a ser de seis anos, o que significa que os municípios terão até 2018 para estabelecer novas normas para o transporte urbano.

Blog

Fique Ligado

Newsletter

Inscreva-se para receber a newsletter do WRI Brasil Cidades Sustentáveis. Increver-se