• Reflexão sobre mobilidade e participação social ganha espaço nas ruas de São Paulo

    As cidades são moldadas pelos usos que fazemos delas. Mais do que uma opção de lazer, ocupar os espaços públicos é um discurso: ao usufruir do que os centros urbanos nos oferecem, exercemos nosso direito à cidade e afirmamos nossa presença e participação. Nesse sentido, levar discussões sobre a cidade para locais públicos facilita a participação cidadã e amplia o entendimento sobre cidades para pessoas. E foi essa a meta do WRI Brasil Cidades Sustentáveis ao levar para São Paulo a ação (Vida)³ na Praça.

  • Rua Para Todos leva Virada Sustentável a São Miguel Paulista e mostra que ruas podem ser mais humanas

    São Miguel Paulista, na Zona Leste de São Paulo, é claramente um bairro que tem vida. Com um comércio intenso e muita gente circulando nas ruas e no transporte coletivo, está entre os mais populosos da capital paulista, com cerca de 370 mil habitantes. Mas o desenho urbano da região, ao invés de potencializar isso, prioriza os veículos e faz com que as pessoas caminhem por calçadas estreitas e perigosas. São Miguel é cheio de vida, mas tem uma das vias que mais matam em São Paulo – e essa é uma realidade que precisa mudar.  

  • Virada Sustentável acontece neste fim de semana em São Paulo

    O WRI Brasil Cidades Sustentáveis acredita que cidades mais seguras e inclusivas são resultado de construção coletiva – e que cada um de nós tem um papel vital para o pleno funcionamento dessa engrenagem. Para propagar essa mensagem, estaremos na Virada Sustentável com duas ações especiais para ocupar o espaço urbano e instigar as pessoas a refletirem sobre sua relação com a cidade.

Blog

  • Portland quer repensar a velocidade das vias com foco nos pedestres e ciclistas

    Nos Estados Unidos, o número de mortes no trânsito aumentou em 9% no primeiro semestre de 2016. Informações divulgadas pelo Conselho de Segurança Nacional na última semana indicam que, seguindo esse ritmo, as mortes devem chegar a conta de 38 mil pessoas neste ano. Os dados do primeiro semestre cresceram em 18% se comparado com 2014. O levantamento mostra que pedestres e ciclistas estão em uma a cada quatro mortes no trânsito.

Fique Ligado

Newsletter

Inscreva-se para receber a newsletter do WRI Brasil Cidades Sustentáveis. Increver-se