• Gestores de Campinas, Recife e Porto Alegre contam quais os principais desafios na implantação de projetos pensados a partir do conceito

    Modificar padrões há tanto tempo inseridos no desenho viário nas cidades brasileiras exige grande esforço e comprometimento. Existem muitos desafios para transformar uma via em Rua Completa, ou seja, para adequar a infraestrutura de forma a permitir o melhor uso conforme sua vocação, focando na segurança e no conforto de todos os usuários.

    Compartilhe

  • Pesquisa Munic, realizada em 2017, permite algumas reflexões sobre nossas cidades
    Na última semana, o Instituto Brasileiro de Economia e Estatística (IBGE) lançou um retrato das cidades do país ao divulgar o Perfil dos Municípios Brasileiros (Munic). A pesquisa é feita a partir de um questionário respondido pelas próprias prefeituras, com informações coletadas em 2017 sobre sete temas: gestão, recursos humanos, habitação, transporte, agropecuária, meio ambiente e gestão de riscos e resposta a desastres.

    Compartilhe

  • Atuação e abordagem do WRI, sustentabilidade no Brasil e outros temas fizeram parte da conversa com a diretora-executiva do WRI Brasil

    Hoje no cargo de diretora-executiva do WRI Brasil, Rachel Biderman foi uma das responsáveis pela instalação da organização no Brasil. 

    Compartilhe

  • Também foi divulgada a primeira lista de cidades com mais de 250 mil habitantes que já tiveram propostas enquadradas pelo programa

    Um dos pontos de partida para o desenvolvimento urbano sustentável são projetos bem estruturados, que priorizem os modos ativos e o transporte coletivo e, assim, ajudem a melhorar a qualidade de vida nas cidades.

    Compartilhe

  • Perguntamos a gestores e ex-gestores públicos como enfrentar esse desafio

    A gestão metropolitana é um desafio para todos os aglomerados urbanos brasileiros e vai muito além do transporte coletivo. Mas é na mobilidade urbana que muitas das ineficiências ficam mais evidentes.

    Compartilhe

  • Seminário em Porto Alegre debateu como o planejamento da mobilidade pode estimular o empreendedorismo e a cooperação

    Como algo que afeta a todas as pessoas de uma cidade, sem exceção, a mobilidade urbana merece um planejamento de longo prazo que incorpore as demandas dos mais diferentes estratos da população. Mais do que uma exigência legal, os Planos de Mobilidade podem se tornar instrumentos de transformação no desenvolvimento dos meios urbanos. Para isso, é necessário estabelecer uma visão de futuro construída com base em sólida participação social.

    Compartilhe

  • Integrante da Parceria para Governo Aberto (OGP), São Paulo trabalha para capacitar e engajar população na vida política da cidade

    A falta de confiança nas instituições públicas brasileiras tem origem nos altos índices de corrupção e no sentimento de impotência sobre os processos de tomada de decisão dos governos. Significa que a governança urbana é falha ou inexistente. Transparência, empoderamento dos cidadãos e acesso à justiça e à informação são fundamentais para o estabelecimento de cidades sustentáveis e equânimes. A capital São Paulo está à frente na instauração de tais práticas governamentais e se prepara para criar o seu Segundo Plano Municipal de Governo Aberto.

    Compartilhe

  • Diagnóstico confirma vocação peatonal da primeira Rua Completa da Rede Nacional para a Mobilidade de Baixo Carbono

    Artigo escrito por Cidade Ativa e publicado originalmente no ArchDaily.

    ***

    O conceito de Ruas Completas ganhou visibilidade nos últimos anos e chegou ao Brasil trazendo a visão de que ruas devem ser planejadas, projetadas, operadas e mantidas para permitir deslocamentos seguros, convenientes e confortáveis para todos os usuários, independente de sua idade, habilidades ou meio de transporte.

    Compartilhe

  • Os nove participantes do Grupo participam de reuniões mensais para tratar de desafios e soluções dos seus sistemas de transporte

    Há menos de um ano, o WRI Brasil propôs a criação de um espaço de debates para diferentes cidades trocarem experiências e conhecimento sobre seus sistemas de transporte. Hoje, essa proposta já é realidade a partir do Grupo de Benchmarking QualiÔnibus, consolidado com a participação de nove integrantes. Desde então, o Grupo tem se reunido periodicamente para discutir os desafios que enfrentam nos seus sistemas de transporte coletivo e trocar experiências sobre as soluções encontradas.

    Compartilhe

  • Premiação vai selecionar cinco projetos urbanos transformadores pelo mundo

    O Prêmio WRI Ross para Cidades é uma competição global que ocorre a cada dois anos com apoio de Stephen M. Ross para celebrar projetos transformadores que impulsionaram mudanças nas cidades. Soluções urbanas transformadoras são mais importante do que nunca e muitas vezes passam despercepidas fora da própria cidade. O concurso busca chamar a atenção para os melhores casos pelo mundo para inspirar outras cidades. 

    Compartilhe

Pages

Fique Ligado

Newsletter

Inscreva-se para receber a newsletter do WRI Brasil Cidades Sustentáveis.

Increver-se