Agosto 2017

WRI Brasil propõe a criação do Grupo de Benchmarking Qualiônibus, formado por municípios brasileiros para estimular a troca de experiências e o aprimoramento do serviço pelo país
Diante da constante queda no número de passageiros do transporte coletivo brasileiro, cresce a necessidade de melhorar o serviço para torná-lo mais competitivo frente a outras alternativas de transporte e evitar a migração para outros modais. Está na qualidade a oportunidade de mostrar ao cidadão as vantagens do serviço público, melhor alternativa para o ambiente e a sustentabilidade urbana. De forma independente, diversas cidades brasileiras trabalham nesse sentido, por meio de avaliações periódicas e constante monitoramento de seus sistemas.

Compartilhe

Plataforma indica que, atualmente, sistemas de prioridade ao ônibus estão presentes em 164 cidades, somando 4.811 quilômetros de infraestrutura

Implantado pela primeira vez em Curitiba, o BRT (Bus Rapid Transit) é um sistema de ônibus que tem a capacidade de transformar cidades inteiras, garantindo mais qualidade de vida à população. Pela sua vocação de reduzir fortemente as emissões de CO2 provenientes do transporte, o BRT hoje já está presente em cidades dos cinco continentes.

Compartilhe

Entrevistamos dois especialistas em Parcerias Público-Privadas para saber o que o país precisa para construir uma cultura nessa área

Com a sinalização do governo federal de que passará a investir cada vez mais em Parcerias Público-Privadas (PPPs), as cidades começam a perceber a necessidade de qualificar o seu corpo técnico para preparar e gerir esses projetos. É preciso saber no que investir, como pagar, de que forma mobilizar o capital para o investimento e como estruturar a sua implementação. Cresce a necessidade da figura de um gestor dos projetos no âmbito das prefeituras.

Compartilhe

Planejamento da região busca no adensamento e no incentivo às centralidades soluções para a falta de conexões e a disparidade entre municípios

Uma Região Metropolitana que começou, em 1974, com 14 cidades, hoje abrange 21 e expande seu território em 32 km² por ano. Esse é o salto de crescimento que a Região Metropolitana do Rio de Janeiro (RMRJ) tenta administrar. Abrigando 73% da população e responsável por 66% do Produto Interno Bruto de todo o estado, a RMRJ trabalha para propor uma nova estrutura legal e institucional por meio do seu Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano Integrado (PDUI).

Compartilhe

Em processo de construção do seu Plano de Mobilidade Urbana, capital da Paraíba busca soluções sustentáveis para guiar seus esforços
Em meio às comemorações do seu 432º aniversário, João Pessoa se prepara para inserir uma nova abordagem para basear o seu planejamento: a ideia de “humanizar” a cidade. Inserida na Rede Nacional para a Mobilidade de Baixo Carbono, a capital da Paraíba projeta uma Rua Completa no Centro Histórico. A cidade atualmente inicia o processo de revisão do Plano Diretor, estabelecido em 1992, e a construção do seu Plano Diretor de Mobilidade Urbana. É a partir da concepção de uma rua que João Pessoa pode estar assumindo uma nova forma de planejar a cidade.
 

Compartilhe

Capacitação é uma forma de prepará-los para o processo de regionalização do Plano Estratégico do município

Depois de apresentar o documento-base do novo Plano de Desenvolvimento Estratégico à população, a cidade do Rio de Janeiro prepara-se para a fase de consultas públicas. O município tem demonstrado preocupação em estabelecer metas para um desenvolvimento sustentável e busca no conhecimento dos moradores o apoio para estabelecer propostas nesse sentido.

Compartilhe

Fique Ligado

Newsletter

Inscreva-se para receber a newsletter do WRI Brasil Cidades Sustentáveis. Increver-se

Blogs