Junho 2016

Novos ônibus estão inseridos na construção de uma rede de transporte mais integrada e sustentável

Em 2014, a segunda cidade mais populosa do Paraná assinou convênio do Programa de Aceleração do Crescimento a fim de acessar recursos para o financiamento de um novo sistema de transporte coletivo na cidade. Desde então, o projeto do Superbus começou a tomar forma.

Compartilhe

Ações para a segurança viária, como áreas de limite de velocidade reduzido, são essenciais para qualificar a mobilidade urbana em uma cidade. Em São Paulo, a iniciativa das Áreas 40 começou em 2013, e atualmente já são 12 na cidade.

Compartilhe

Doze municípios da Região Metropolitana do Rio de Janeiro deram um passo adiante na construção dos seus Planos de Mobilidade. Na tarde desta quinta-feira (16), cerca de 100 técnicos e secretários municipais foram apresentados à metodologia desenvolvida pelo WRI Brasil Cidades Sustentáveis e detalhada na publicação Sete Passos – Como Construir um Plano de Mobilidade Urbana

Compartilhe

Tornar uma cidade sustentável demanda evitar ao máximo o desperdício de recursos naturais, o respeito ao meio ambiente e a gestão do uso do solo. Da maneira que as cidades estão crescendo, muitas vezes questões importantes são deixadas de lado em busca do progresso, que não deve ocorrer sem planejamento.

Compartilhe

O gigantesco processo de urbanização em que o mundo se encontra atualmente exige que se pense estrategicamente a maneira como construímos nossas cidades. Recentes projeções feitas pelas Organização das Nações Unidas (ONU) indicam que 66% da população mundial irá viver nas cidades até 2050. Lidar com esse cenário significa transformar modos habituais de desenvolvimento urbano.

Compartilhe

A forma como estamos construindo nossas áreas urbanas faz delas as responsáveis por 75% das emissões de gases de efeito estufa no mundo. Isso significa que muito ainda precisa mudar. Além da poluição causada pelo uso desenfreado de carros, uma grande parcela dessas emissões vem das nossas construções. Um estudo da Agência Internacional de Energia (IEA) mostra que o mundo pode reduzir até 83% das emissões atuais de CO2 até 2050 ao implementar medidas de eficiência energética no setor da construção ao conter a liberação de mais de 5,8 bilhões de toneladas de gases poluentes.

Compartilhe

No ritmo em que ocorre a urbanização atual, tomadas de decisões inteligentes e assertivas são necessárias para transformar as cidades. Teorias servem apenas de base, mas são os dados e as informações que moverão o futuro. O conceito de Cidades Inteligentes tem como pilar o aproveitamento das tecnologias para ajudar a solucionar os problemas dos grandes centros urbanos.

Compartilhe

Para incentivar a pensar nos espaços de Belo Horizonte, o WRI Brasil Cidades Sustentáveis promoveu o Concurso Acessibilidade para Todos. O objetivo é promover o transporte ativo, superando ou minimizando os problemas de acessibilidade existentes em três perfis de locais da cidade: trechos com alta declividade, com calçadas estreitas ou em estação de integração de transporte coletivo.

Compartilhe

Nesta segunda-feira foram anunciadas 12 cidades que irão participar do Acelerador de Eficiência Energética em Construções (BEA, Building Efficiency Accelerator, na sigla em inglês), parceria que faz parte do Energia Sustentável para Todos (SE4All, Sustainable Energy for All), programa das Nações Unidas que visa duplicar a taxa de eficiência energética mundial até 2030.

Compartilhe

Oficina realizada em São Paulo mostrou como a mobilidade ativa impacta positivamente a segurança viária nas cidades

O MobiLab foi criado há dois anos para ser um laboratório de soluções para a mobilidade urbana de São Paulo.

Compartilhe

Evento reúne moradores, técnicos da prefeitura e especialistas para debater o projeto de requalificação urbana de São Miguel, em São Paulo

O desenho urbano pode aproximar ou afastar as pessoas da cidade onde vivem. Ruas desenhadas para comportar velocidades mais baixas tornam o ambiente mais seguro e mais convidativo para que mais gente circule. Em contrapartida, áreas planejadas para os automóveis tendem a criar locais hostis para os pedestres e inibir a sua presença. A qualificação do desenho urbano, portanto, é uma forma de garantir que todos possam circular em segurança no lugar onde moram. É o que São Miguel, em São Paulo, busca com o projeto “São Miguel mais Humana”.

Compartilhe

Fique Ligado

Newsletter

Inscreva-se para receber a newsletter do WRI Brasil Cidades Sustentáveis. Increver-se

Blogs