Outubro 2015

Em Fortaleza, o custo anual das vítimas do trânsito chega a R$ 251 milhões. Só no 1º semestre deste ano, 8.081 pessoas foram atendidas no hospital municipal Doutor José Frota. Sabendo disso, a capital cearense pretende agir para melhorar a segurança viária no contexto urbano a partir da adoção de medidas nas vias com maior histórico de acidentes.

Compartilhe

Prefeito recebeu diretor do WRI Brasil Cidades Sustentáveis essa semana

O paulistano perde, em média, 15 dias por ano preso no trânsito. Com uma frota de 7,5 milhões de veículos, São Paulo padece, diariamente, com os congestionamentos e suas consequências, como a perda de produtividade e bem-estar da população, aumento nos níveis de mortes em acidentes e em decorrência da poluição do ar. Os desafios são frutos da falta de planejamento e de decisões acertadas em gestões passadas, e que Fernando Haddad busca agora superar ou, ao menos, minimizar.

Compartilhe

Na manhã desta quinta-feira (29), o primeiro momento do Workshop Financiando o DOTS no Brasil apresentou aos participantes as duas principais etapas para viabilizar o investimento em projetos DOTS: definir o que precisa ser financiando e determinar os mecanismos de financiamento mais adequados para tanto.

Compartilhe

Trinta pessoas participam do encontro, que promove novas discussões e atividades práticas relacionadas ao financiamento de projetos DOTS

O uso do DOTS é identificado mundialmente como ferramenta efetiva para promover o crescimento urbano sustentável, integrando planejamento urbano e de transportes e construindo comunidades urbanas mais compactas e conectadas.  Na tarde de ontem (28), o Seminário Experiências Latino-Americanas no Financiamento do DOTS apresentou e debateu

Compartilhe

Segundo painel do Seminário analisa diferentes modelos latino-americanos de financiamento de projetos DOTS

Nos últimos anos, ao aliar crescimento econômico à oferta de melhores oportunidades para a população, o Brasil ganhou espaço nas discussões internacionais relativas ao desenvolvimento. No que diz respeito ao desenvolvimento urbano sustentável, porém, as cidades brasileiras ainda enfrentam consideráveis dificuldades.

Compartilhe

Seminário em São Paulo reuniu especialistas para debater formas de viabilizar o financiamento do DOTS nas cidades brasileiras

Os projetos de Desenvolvimento Orientado ao Transporte Sustentável (DOTS), por definição, incorporam os processos de dois pilares do desenvolvimento sustentável das cidades: planejamento urbano e de transportes. Ao trabalhar com as duas frentes de forma integrada, o DOTS consolida-se como um modelo de planejamento que promove a construção de comunidades urbanas mais compactas e sustentáveis.

Compartilhe

Diálogo "Cidade para quem?" debateu a relação das pessoas com as cidades sob enfoque do desenvolvimento urbano sustentável

No último domingo (25), o Vila Flores, em Porto Alegre, recebeu o ShareFest POA 2015, festival de cultura e economia colaborativa com uma série de eventos reunindo empreendedores e inovadores sociais, ONGs, empresas e ativistas para debater temáticas como consumo consciente, cidadania e compartilhamento. Uma dessas atividades foi o diálogo Cidade para quem?, que convidou painelistas com diferentes experiências para um debate plural sobre a relação das pessoas com suas cidades.

Compartilhe

O Projeto SOLUTIONS está lançando uma nova série de seminários online gratuitos sobre mobilidade urbana, a fim de proporcionar conhecimento técnico para profissionais do setor e demais interessados em tornar o transporte nas cidades mais sustentável.

Compartilhe

Evento dessa quinta-feira marcou início da complementação e detalhamento do Plano de Mobilidade

A capital catarinense vive um momento único para o seu desenvolvimento urbano. Com investimentos garantidos do PAC, o recente lançamento do Plano de Ação Sustentável e a finalização do PLAMUS, Florianópolis está hoje na vanguarda das médias cidades do país em termos de avanços para tornar a vida de seus residentes e visitantes mais próspera e segura.

Compartilhe

Serão realizadas oficinas comunitárias em diferentes pontos da capital catarinense

A Prefeitura de Florianópolis, por meio do Instituto de Planejamento Urbano (IPUF), realiza nesta quinta-feira (22) o lançamento dos trabalhos de complementação e detalhamento do Plano de Mobilidade da cidade. O evento acontecerá no auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), na rua Felipe Schmidt, 679, Centro, a partir das 10h. O prefeito Cesar Souza Junior fará a apresentação ao lado do diretor do WRI Brasil Cidades Sustentáveis, Luis Antonio Lindau.
 

Compartilhe

Os passos que damos hoje estão construindo o caminho para o futuro de nossas cidades. Mas como direcionar as ações atuais a um destino mais sustentável? As tendências em mobilidade foram pauta de encontro em Curitiba, promovido pela Fepasc (Federação das Empresas de Transporte de Passageiros dos Estados do Paraná e Santa Catarina), nesta terça-feira (20). O encontro “Tendências 2016” contou com a participação do ex-ministro da Fazenda, Maílson da Nóbrega, especialistas e executivos do setor de transportes no Brasil.

Compartilhe

Outubro chegou para aumentar os números de sistemas BRT e corredores com prioridade para o ônibus em operação atualmente. De acordo com os dados mais recentes do BRTdata.org, 32,8 milhões de pessoas são beneficiadas diariamente por 404 corredores dedicados ao ônibus, distribuídos em 197 cidades e somando, juntos, 5.246 quilômetros.

Compartilhe

Uma reflexão sobre os custos-benefícios de cidades mais ativas

As doenças não transmissíveis representam, hoje, as principais causas de morte no Brasil. De acordo com o relatório da Organização Mundial da Saúde [1], 74% das mortes no país são causadas por doenças não transmissíveis, sendo que 60% são relacionadas a doenças cardiovasculares, respiratórias, cânceres e diabetes, doenças relacionadas ao sedentarismo e sobrepeso. Isso quer dizer que nosso estilo de vida sedentário é o que, em grande parte, está nos matando hoje em dia.

Compartilhe

O financiamento ainda é uma das principais barreiras que dificultam ou impedem a implementação, nas cidades brasileiras, de projetos que sigam os preceitos do Desenvolvimento Orientado ao Transporte Sustentável (DOTS). Para reverter essa tendência, é preciso avançar na construção de mecanismos financeiros capazes de atrair investidores e, assim, engajar a população e promover mais inclusão social e sustentabilidade no crescimento das cidades.

Compartilhe

O Plano de Mobilidade Urbana de Joinville, lançado este ano, determina: anualmente, a cidade deve avaliar a satisfação dos usuários com o sistema de transporte coletivo. Conhecer a percepção das pessoas em realação ao sistema e entender o impacto que os modais coletivos exercem no cotidiano da população é fundamental para que sejam feitas as mudanças e melhorias necessárias.

Compartilhe

Workshop é mais um passo do Programa Rio Resiliente

O Rio de Janeiro encanta pela exuberância natural e ao mesmo tempo desafia urbanistas e seus 6,4 milhões de habitantes com o rápido crescimento e características geográficas muito particulares. A cidade se desenvolveu entre o mar e as montanhas, cercada pelo Oceano Atlântico, as Baías de Guanabara e Sepetiba e conta ainda com as duas maiores florestas urbanas do mundo, a Floresta da Tijuca e o Maciço da Pedra Branca.

Compartilhe

Quarta edição do encontro acontece em 2017 na capital federal

As cidades são hoje as maiores responsáveis pelas emissões relacionadas ao setor energético do mundo. Setenta por cento dos gases de efeito estufa provêm dos centros urbanos. Os gestores municipais, que carregam o poder e a responsabilidade de decisão, são os principais agentes para mudar este cenário pelos próximos anos.

Compartilhe

Engenheira de Transportes do WRI Brasil Cidades Sustentáveis participa de congresso internacional no México para debater a relação entre dados e segurança viária

Construa um mundo sustentável. Essa é mensagem do Congreso Internacional Ciudades y Trasporte, que acontece esta semana na Cidade do México.

Compartilhe

A capital catarinense está trabalhando com sua população para construir um Plano de Mobilidade para todos. Nesta quinta-feira (8), foi realizado mais um encontro de alinhamento estratégico organizado pelo WRI Brasil Cidades Sustentáveis para a estruturação do documento, com apoio do Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis (IPUF).

Compartilhe

Para medir o quanto a população de Porto Alegre está preparada para a ocorrência de eventos extremos, sejam naturais ou causados pelo homem, e a capacidade de recuperação dos mesmos, aconteceu hoje (8/10) a Oficina de Avaliação de Indicadores de Resiliência Individual. O evento ministrado pelo WRI Brasil Cidades Sustentáveis, em parceria com o Projeto Porto Alegre Resiliente, aconteceu no Santander Cultural.

Compartilhe

O WRI Brasil Cidades Sustentáveis, em parceria com o Projeto Porto Alegre Resiliente, realiza nesta quinta-feira (8), no Santander Cultural, a oficina de Avaliação de Indicadores de Resiliência Individual na Capital. Para o índice, o WRI formulou indicadores de resiliência pessoal, divididos em seis grupos, que buscam medir o quanto a população da cidade está preparada para a ocorrência de eventos extremos e suas consequências, sejam os de caráter climático ou os de natureza social.   

Compartilhe

Economista-chefe do CADE falou sobre o potencial das inovações de mudar os sistemas regulatórios atuais

Na manhã desta terça-feira, representantes do setor público e de organizações da sociedade civil reuniram-se no Instituto Ling, em Porto Alegre, para acompanhar a palestra do economista-chefe do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE), Luiz Esteves.

Compartilhe

Todas podem. Ricas ou pobres. Americanas, europeias ou asiáticas. As cidades precisam revisar os erros, vencer as barreiras e tomar decisões ousadas que as direcionem ao desenvolvimento sustentável.

Compartilhe

O mês de outubro começou já com a Agenda 2030, proposta pela Organização das Nações Unidas (ONU), assinada por lideres do mundo todo. Assim, foi adotado um plano de ação para as pessoas, para o planeta e para a prosperidade do Desenvolvimento Sustentável.

Compartilhe

Pacote de medidas visa a diminuir acidentes de trânsito e oferecer melhor qualidade de vida à população

Por Patrícia Pasquini

Compartilhe

O transporte de mercadorias em áreas urbanas precisa ser levado em conta ao pensar uma melhor mobilidade para os municípios. Fretes, motofretes, caminhões com carga leve ou pesada fazem parte do contexto.  A Logística Urbana busca soluções para reduzir os transtornos causados por esses transportes nas áreas urbanas, ao mesmo tempo em que impulsiona o crescimento econômico e social das mesmas.

Compartilhe

Fique Ligado

Newsletter

Inscreva-se para receber a newsletter do WRI Brasil Cidades Sustentáveis. Increver-se

Blogs