Junho 2015

Departamento britânico de transportes é modelo para o mundo

A TfL – Transport for London é a responsável por cerca de 11 milhões de viagens diárias na capital britânica.  A responsabilidade de carregar esse expressivo número de pessoas está diretamente conectado à imagem da prefeitura (Greater London Authority). “Londres é uma capital mundial. Compete com Tóquio, Nova Iorque e outras.

Compartilhe

Da Agência Brasil

O Brasil e os Estados Unidos fecharam acordo bilateral de compromissos para mitigar as causas da mudança do clima. O Brasil se comprometeu a acabar com o desmatamento ilegal de florestas. O documento informa que o Brasil pretende restaurar e reflorestar 12 milhões de hectares de florestas até 2030.  

Compartilhe

Delegados da Missão Brasil | Reino Unido exploram região de Stratford

O sol escaldante, na tarde desta segunda-feira (29), batendo contra a estrutura do Estádio Olímpico é uma cena rara em Londres, mas que naturalmente se repetirá no Rio de Janeiro no próximo ano.

Compartilhe

Primeiro dia da Missão Cidades Sustentáveis no Reino Unido

Um dos principais centros culturais e econômicos do mundo, Londres é muitas em uma só. Pessoas, indústrias, parques, grandes empreendimentos coexistem na metrópole que aprendeu a somar suas diferenças, atraindo grandes oportunidades e capital humano. Para continuar competitiva e atrativa em nível global, porém, a cidade se reinventa diariamente através de um planejamento integrado proposto pela prefeitura da cidade, a Greater London Authority (GLA).

Compartilhe

As soluções de mobilidade e desenvolvimento urbano sustentáveis aplicadas pelo Reino Unido servirão de inspiração para os delegados brasileiros da Missão Cidades Sustentáveis – Brasil | Reino Unido que embarcam neste sábado (27) a Londres. O grupo é formado por representantes do Ministério das Cidades e das prefeituras e regiões metropolitanas de Salvador, Florianópolis, Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

Compartilhe

Por Priscila Pacheco

O DOTS – Desenvolvimento Urbano Orientado pelo Transporte Sustentável busca mudar o padrão de crescimento das cidades a partir de um modelo de planejamento urbano que promove a construção de bairros e cidades mais compactos e conectados.

Compartilhe

Diretor-presidente da EMBARQ Brasil fala sobre o modelo de planejamento em hubs de transporte

O Desenvolvimento Urbano Orientado pelo Transporte Sustentável – DOTS, foi pauta de palestra de Luis Antonio Lindau, diretor-presidente da EMBARQ Brasil, no Fórum Metropolitano de Sustentabilidade nessa terça-feira (23). O evento, promovido pela Fundação Getúlio Vargas e Instituto Diálogos Cariocas, acontece até esta quarta-feira no Rio de Janeiro.

Compartilhe

Em entrevista exclusiva, o ex-prefeito de Bogotá Enrique Peñalosa conta como a cidade se tornou organizada e inclusiva

Em entrevista exclusiva, o ex-prefeito de Bogotá Enrique Peñalosa conta como a cidade se tornou organizada e inclusiva, e todas as lutas que precisou enfrentar para transformar a capital colombiana numa cidade equitativa.

Compartilhe

Coalizão Brasil será lançada na quarta-feira em São Paulo

Em dezembro, centenas de líderes globais do setor público, privado e terceiro setor estarão, mais uma vez, reunidos para discutir sobre as alternativas para um futuro de baixo carbono. A COP21 - Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas, a ser realizada em Paris, carrega a grande expectativa por um acordo internacional sobre o Clima que possa conter o aquecimento global abaixo de 2ºC.

Compartilhe

Por Luisa Zottis e Lara Caccia

O Minha Casa Minha Vida (MCMV), responsável por um terço de todas as obras de habitação no Brasil em 2013, pode transformar os paradigmas da urbanização no país incorporando o conceito DOTS - Desenvolvimento Urbano Orientado pelo Transporte Sustentável.

 

Contextualizando o MCMV

Compartilhe

Por Priscila Pacheco e Lara Caccia

A rápida urbanização e o crescimento das cidades podem causar uma série de problemas urbanos, mas também são uma oportunidade de mudar a maneira como são planejadas e de transformá-las em lugares mais sustentáveis e voltados para as pessoas. Repensar os padrões de expansão das cidades, adotando um modelo mais compacto, de desenho urbano mais conectado, pode ampliar as oportunidades de emprego, o acesso a espaços públicos de qualidade, a oferta de transporte sustentável, o estímulo à mobilidade não motorizada e a vitalidade econômica.

Compartilhe

Luis Antonio Lindau participará do encontro

O Consórcio BRT e o jornal O DIA promovem, nesta sexta-feira (12), um debate online com especialistas para tirar dúvidas e discutir questionamentos dos cidadãos sobre o sistema.

Compartilhe

Congresso Internacional Cidades & Transportes irá discutir os custos do padrão de desenvolvimento atual e como os recursos podem ser alocados para combater o aquecimento global

Cidades dispersas custam à economia americana US$ 1 trilhão por ano, de acordo com um estudo do New Climate Economy publicado este ano. Estes custos incluem gastos com infraestrutura, serviços públicos e transporte. O relatório “Análises de Políticas Públicas que Encorajam e Subsidiam a Dispersão” (tradução livre) investiga os custos de expansão e os potenciais benefícios do “crescimento inteligente”, que estimula o desenvolvimento de cidades mais compactas.

Compartilhe

Desde que foi selecionada como uma das 100 cidades do Desafio de Resiliência da Fundação Rockefeller, Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul, passou a construir sua estratégia de resiliência junto a diversos representantes da sociedade. Mais um passo deste trabalho foi dado nessa quarta-feira, 3 de junho, com encontro do grupo de trabalho sobre Mobilidade Humana na sede do WRI Brasil | EMBARQ Brasil.

Compartilhe

Por Luisa Zottis

A expansão urbana mal planejada está afastando, cada vez mais, pessoas dos empregos, serviços e oportunidades para viver com qualidade de vida nas cidades. Somos 170 milhões de brasileiros em áreas urbanas lidando com as consequências de décadas de desenvolvimento orientado pelo carro.

Compartilhe

Carolyn Lukensmeyer, defensora da democracia deliberativa que mobilizou mais de 165 mil pessoas através de processos participativos, estará no Brasil em setembro para compartilhar suas experiências no Congresso Internacional Cidades & Transportes.

Compartilhe

A atual lógica da expansão mal planejada das cidades brasileiras tem levado muitas pessoas a residir em regiões periféricas, afastadas dos centros urbanos. A problemática, que demanda mais viagens motorizadas e gera congestionamentos e degradação ambiental, também onera cidadãos, especialmente os de menor renda, que perdem qualidade de vida e despendem significativa parte de seu tempo produtivo com transporte.

Compartilhe

Por André Dantas, PhD, diretor técnico da NTU

É início da manhã em Brasília. O telefone toca e do outro lado um amigo conta a situação da mobilidade urbana no município, onde ele reside e trabalha. Atônito, ouço o relato sem querer acreditar nos fatos. Segundo o meu amigo, em questão de alguns dias surgiu um projeto de lei que institui o plano diretor de mobilidade urbana. O projeto está prestes a se tornar lei municipal. As autoridades públicas locais justificam que a sanção dessa lei é imprescindível para que os recursos federais que estão alocados ao município não sejam “perdidos”.

Compartilhe

Fique Ligado

Newsletter

Inscreva-se para receber a newsletter do WRI Brasil Cidades Sustentáveis. Increver-se