• O Moinhos Shopping terá a assessoria técnica do CTS-Brasil na implantação de um estacionamento de bicicletas adequado às boas práticas internacionais. Localizado próximo ao Parcão, o Shopping quer facilitar a movimentação dos clientes, que podem chegar pedalando e deixar a bicicleta em segurança, enquanto assistem a um filme, comem alguma coisa ou fazem compras.

    O CTS-Brasil já forneceu suporte técnico à criação de outros dois bicicletários em Porto Alegre: o da Panvel 24 de Outubro e o do BarraShoppingSul.

    Compartilhe

  • Para enfrentar o trânsito caótico da capital gaúcha no final da tarde, bicicletas e cavalos mostraram-se o transporte mais rápido. O 1º Desafio Intermodal de Porto Alegre, realizado às 18h de terça-feira (21/07), registrou a vitória do ciclista Denis Goulart (oito minutos para percorrer o percurso do Mercado Público ao Monumento do Expedicionário, no Parque Farroupilha), seguido por dois cavaleiros do 4º Regimento de Polícia Montada. Só 20 minutos depois da chegada de Denis é que o primeiro carro particular completou o percurso. Marta Morales, em entrevista ao jornal Zero Hora, confessou ter se estressado muito com o trânsito durante a prova.

    Compartilhe

  • O estudo “CTS-BRASIL NO CONTEXTO DA SEPARAÇÃO DE LIXO E DA GERAÇÃO DE GASES DO EFEITO ESTUFA” realizado pelo estudante do 8º semestre de Engenharia Ambiental da UFRGS, Giancarlo Bonotto, mostrou que o CTS-Brasil produz anualmente 20,26 toneladas de gases de efeito estufa. As viagens aéreas são responsáveis por 81% deste total, os deslocamentos diários da equipe respondem por 16% e o consumo de energia elétrica por mais 3%.

    Compartilhe

  • A necessidade de melhorar a mobilidade urbana para receber a Copa de 2014, em Porto Alegre, vai tirar o projeto do aeromóvel do papel. O Estudo de Viabilidade Urbanística foi aprovado ontem (15/07) pela Comissão de Análise Urbanística e Gerenciamento (Cauge) da Secretaria do Planejamento Municipal (SPM). Falta ainda a autorização da Infraero, mas o presidente da Trensurb acredita que as obras se iniciem em agosto, com previsão de término para 2010. As obras custarão por volta de R$ 30 milhões, com recursos do governo federal, aplicados pela Transurb, ligada ao Ministério das Cidades.

    Compartilhe

  • O uso da bicicleta como meio de transporte finalmente faz parte dos planos para a capital gaúcha. Na manhã de hoje (15/07/2009), em reunião no Salão Nobre da prefeitura municipal, a lei que institui o Plano Diretor Cicloviário de Porto Alegre foi aprovada pelo prefeito José Fogaça, otimista com as mudanças que a cidade vai experimentar nos previstos 495 km de ciclo faixas e ciclovias. "A criação de outro meio eficiente de transporte resultará em um novo modo de vida para a população, e com isso, uma nova forma dos cidadãos viverem a cidade", acredita.

    Compartilhe

  • Para completar a edição do documento final da Oficina Nacional Transporte e Mudanças Climáticas, o presidente do CTS-Brasil, Luis Antonio Lindau, e a coordenadora de comunicação, Rejane D. Fernandes, estiveram em Brasília nos dias 08 e 09 de julho. Foram dois dias de reuniões na Confederação Nacional do Transporte (CNT), com a consultora para assuntos de meio ambiente, Patrícia Boson, e a gerente de projetos especiais, Marilei Menezes. Também participou a jornalista Lilia Gianotti, da DaGema Comunicação, encarregada de dar o tom jornalístico ao relatório, que tem distribução prevista aos participantes, Ministério do Meio Ambiente e outros órgãos governamentais a partir da segunda quinzena de agosto.

    Compartilhe

  • Para avaliar as diretrizes e estratégias da Rede EMBARQ na promoção de soluções de mobilidade urbana e transporte sustentável, estão reunidos em Cuernavaca (MX), representantes do CTSS-Andino, CTS-Brasil, CTS-Índia, CTS-Turquia, CTS-México e a diretoria da EMBARQ (Washington/EUA).

    Compartilhe

  • De Pequim, de Washington, da Cidade do México, de Caracas, de Buenos Aires, de Brasilia, de São Paulo, de Curitiba, deslocaram-se os especialistas convidados para o workshop Oportunidades de investimento em boas práticas de mobilidade sustentável no Brasil promovido pelo CTS-Brasil dias 18 e 19 de junho, em Porto Alegre.

    Após dois dias de trabalhos, a conclusão foi unânime: falta decisão dos governos para criar uma política pública a favor da sustentabilidade nos transportes, o que dificulta a implantação de melhorias na mobilidade. A solução seria a pressão da sociedade e a mobilização só acontecerá quando as pessoas compreenderem os problemas de saúde e mobilidade ligados ao crescimento desordenado de automóveis e motocicletas num espaço urbano limitado.

    Compartilhe

Pages

Fique Ligado

Newsletter

Inscreva-se para receber a newsletter do WRI Brasil Cidades Sustentáveis.

Increver-se