• Seminário “Mobilidade urbana e a perspectiva das mulheres” aborda as oportunidades para o empoderamento feminino no transporte ativo e coletivo

    A violência, infelizmente, ainda é uma experiência comum para as mulheres no transporte coletivo, seja vivenciando-a diretamente como vítimas ou testemunhando casos de assédio. “O medo nos afasta do transporte coletivo”, afirma Ana Carolina Nunes, do SampaPé. Essa é uma realidade presente no dia a dia de milhares de mulheres, e reverter esse quadro começa por compreender as justificativas equivocadas para os casos de violência no transporte.

    Compartilhe

  • Cerca de 100 pessoas acompanharam o debate sobre os desafios de mobilidade em São Paulo a partir de uma perspectiva de gênero

    As mulheres ocupam apenas 5% dos cargos de CEOs em organizações brasileiras. No Senado e na Câmara dos Deputados, embora se perceba algum crescimento ao longo das últimas décadas, a representatividade feminina ainda é muito pequena se comparada à dos homens.

    Compartilhe

  • Viagem de cinco dias a cidades britânicas promove o conhecimento e a capacitação do quadro técnico de Belo Horizonte, Recife e da Secretaria Nacional de Acessibilidade e Programas Urbanos

    A partir desta segunda-feira (5), gestores públicos farão parte de uma missão técnica ao Reino Unido para conhecer conceitos e boas práticas de cidades inteligentes. Celio Bouzada, da BHTrans; Eleoterio Codato, do Ministério das Cidades, e João Domingos Azevedo, do Instituto Pelópidas Silveira (Recife), irão visitar Glasgow, Milton Keynes e Londres, cidades com diversas iniciativas que incentivam o compartilhamento e a análise de dados, a interação de serviços e a participação dos cidadãos na construção de uma cidade mais moderna e inteligente.

    Compartilhe

  • Seminário em Brasília reuniu instituições financeiras e técnicos municipais para debater oportunidades de financiamento para projetos DOTS

    Diferentes contextos sociais e econômicos, diferentes localizações geográficas, mas um desafio em comum: financiar projetos que aliem desenvolvimento urbano e mobilidade. Cidades ao redor do mundo veem-se frente à necessidade de construir ambientes urbanos mais compactos e conectados, que estimulem a inovação e a sustentabilidade. Ao mesmo tempo, deparam-se com a dificuldade de obter recursos para financiar esses projetos.

    Compartilhe

  • A última sexta-feira (18) marcou o encerramento da COP 22

    Cerca de um ano atrás, em Paris, o mundo se reuniu em um acordo climático histórico que afirmou o compromisso da comunidade global com a mudança para uma economia de zero carbono. O acordo é sustentado por planos nacionais e objetivos ambiciosos de manter o aumento da temperatura global abaixo de 2°C, preferencialmente abaixo de 1,5°C, atingir a marca de zero emissões na segunda metade do século e ainda promover amplamente a resiliência climática.  

    Compartilhe

  • As negociações da Conferência do Clima das Nações Unidas (COP 22 terminaram hoje em Marrakech com os países participantes concordando em finalizar até 2018 as regras para a implementação do Acordo de Paris.

    Abaixo, leia o parecer de Paula Caballero, Diretora Global do Programa de Clima do WRI:

    Compartilhe

  • Joinville escolheu há alguns anos projetar seu desenvolvimento urbano por meio da mobilidade sustentável ao redesenhar a sua estrutura viária de modo a priorizar o pedestre, o ciclista e o transporte coletivo.

    Compartilhe

  • Robert Cervero, diretor da Universidade da Califórnia, doutor em planejamento urbano e um reconhecido pensador da área, esteve no Rio de Janeiro na última semana para falar sobre Desenvolvimento Orientado ao Transporte Sustentável (DOTS) em um evento organizado pelo

    Compartilhe

  • Neste domingo (13) ocorreu o Transport Day na COP22, em que serão destacadas as importantes contribuições que o setor de transporte pode dar para reduzir as emissões de Gases do Efeito Estufa (GEE).

    Compartilhe

  • Evento no Rio de Janeiro explora as oportunidades e benefícios de usar o DOTS como modelo de planejamento

    O Desenvolvimento Orientado ao Transporte Sustentável (DOTS) pautou o workshop de mesmo nome que aconteceu esta semana no Rio de Janeiro, organizado pelo Banco Mundial em parceria com o WRI Brasil Cidades Sustentáveis e a Câmara Metropolitana do Rio de Janeiro.

    Compartilhe

Pages

Fique Ligado

Newsletter

Inscreva-se para receber a newsletter do WRI Brasil Cidades Sustentáveis. Increver-se