Transporte e Saúde Pública

(Foto: Mariana Gil / WRI Brasil | EMBARQ Brasil)

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), 1,2 milhão de pessoas morrem anualmente em acidentes de trânsito em todo o mundo e 90% das mortes ocorrem em países de baixa e média renda. No Brasil, mais de 44 mil pessoas morreram no trânsito em 2012, muitas delas jovens com vários anos de vida pela frente. Quase 3,2 milhões de mortes prematuras acontecem a cada ano no mundo devido a doenças relacionadas à inatividade física. E há quase 2 milhões de -mortes prematuras em todo o mundo que ocorrem anualmente devido aos efeitos da poluição do ar.


Brasília, DF (Foto: Mariana Gil / WRI Brasil Cidades Sustentáveis)


Brasília, DF (Foto: Mariana Gil / WRI Brasil Cidades Sustentáveis)

O WRI Brasil Cidades Sustentáveis realiza estudos sobre o impacto de intervenções de transporte urbano, como por exemplo a construção de corredores BRT, sobre a saúde pública da população afetada pela intervenção. Estas intervenções, além de qualificarem os serviços de transporte público oferecidos à população, representam uma grande oportunidade para melhorar a saúde e a qualidade de vida da população atendida pelo sistema. Os estudos avaliam o impacto das intervenções em três áreas: (i) segurança viária; (ii) realização de atividade física pelos moradores do entorno e sua percepção sobre o ambiente construído e a qualidade de vida; e (iii) poluição do ar no entorno da intervenção. Para quantificar o impacto causado, as medições são feitas antes e depois da implementação de cada intervenção.


Estudo foi realizado em Belo Horizonte (Foto: Mariana Gil / WRI Brasil Cidades Sustentáveis)

Estes projetos contam com apoio financeiro da Bloomberg Philantropies.

Fique Ligado

Newsletter

Inscreva-se para receber a newsletter do WRI Brasil Cidades Sustentáveis. Increver-se