Microacessibilidade no Entorno de Estações de Transporte

(Foto: Mariana Gil / WRI Brasil | EMBARQ Brasil)

Estações e terminais de transporte coletivo, assim como outros locais com forte atração e concentração de pessoas, precisam de planejamento e atenção especial. O WRI Brasil Cidades Sustentáveis trabalha em conjunto com órgãos e atores locais para repensar o espaço urbano com foco na acessibilidade e na segurança viária para todos os usuários da via, especialmente pedestres e ciclistas.


(Foto: Mariana Gil /  WRI Brasil Cidades Sustentáveis)


  • Microacessibilidade no entorno do Rio Pinheiros - São Paulo

A região do Rio Pinheiros se tornou um grande centro de negócios e serviços de São Paulo. Rapidamente verticalizada e frequentada por milhares de pessoas diariamente, passou a demandar qualificações de microacessibilidade para se adequar à nova realidade. O fluxo de pedestres se destaca em três pontos específicos dessa região – o entorno das estações Santo Amaro, Berrini e Vila Olímpia da Linha 9 (Esmeralda) da CPTM.


(Foto: Mariana Gil / WRI Brasil Cidades Sustentáveis)

Buscando essa qualificação, um estudo vem sendo desenvolvido baseado em conceitos de Design Ativo e segurança viária. O diagnóstico inicial contemplou trabalhos de campo, mapeamentos, contagens de pessoas e veículos e levantamento de dados. Por meio de uma parceria com o LABAUT, da Faculdade de Arquitetura da Universidade de São Paulo (FAUUSP), foram realizadas pesquisas de opinião e medições de conforto ambiental.

Os levantamentos foram consolidados em um “Diagnóstico para elaboração de Projetos de Microacessibilidade no entorno do Rio Pinheiros”, que aborda o contexto, os desafios locais e os problemas de acessibilidade e segurança viária identificados no entorno das estações. O principal objetivo do diagnóstico é direcionar e estabelecer as bases para a elaboração da concepção urbanística e arquitetônica a ser desenvolvida, com cenários e propostas direcionados para a qualificação do espaço público urbano.


(Foto: Mariana Gil / WRI Brasil Cidades Sustentáveis)

Ideias para as propostas foram selecionadas por meio de uma competição pública, o Concurso 3 Estações, realizado pelo WRI Brasil Cidades Sustentáveis em parceria com a USP Cidades. As propostas vencedoras servirão como base para viabilizar a execução dos projetos urbanos a serem encaminhados para a administração municipal.

A iniciativa do WRI Brasil Cidades Sustentáveis é financiada pela Fundação Caterpillar. Durante sua execução, o projeto foi acompanhado pela plataforma Conexões do Rio Pinheiros, que auxiliou na formação de parcerias com instituições-chave e no encaminhamento junto ao município.


(Foto: Mariana Gil / WRI Brasil Cidades Sustentáveis)

 

Sobre o Conexões do Rio Pinheiros

A Plataforma Conexões do Rio Pinheiros foi criada em 2013 para impulsionar políticas públicas de desenvolvimento sustentável na região do Rio Pinheiros. Constitui uma rede de cooperação entre lideranças empresariais, instituições de pesquisa e gestores públicos com o objetivo de gerar impactos positivos na mobilidade e sustentabilidade da região da marginal Pinheiros.


(Foto: Mariana Gil / WRI Brasil Cidades Sustentáveis)

É desenvolvida por meio do projeto CAT – Construindo Cidades Sustentáveis com Qualidade de Vida, da Caterpillar, na China, Índia e no Brasil, promovido pelo Banco Mundial, em parceria com o WRI Brasil Cidades Sustentáveis.

Fique Ligado

Newsletter

Inscreva-se para receber a newsletter do WRI Brasil Cidades Sustentáveis. Increver-se