Inspeção de Acessibilidade em Corredores BRT

(Foto: Mariana Gil / WRI Brasil | EMBARQ Brasil)

Checklist de Acessibilidade para Corredores BRT consolidado pelo WRI Brasil Cidades Sustentáveis é uma ferramenta para avaliar se a estrutura das estações e terminais, bem como seu entorno, segue o desenho universal, atendendo a todas as necessidades de acessibilidade, de acordo com as leis e normas brasileiras.


TransOeste (Foto: Mariana Gil / WRI Brasil Cidades Sustentáveis)

O desenho universal considera não apenas as necessidades de usuários de cadeiras de rodas, mas também de idosos, estrangeiros, analfabetos, obesos, anões, cegos ou com baixa visão, surdos e mudos, grávidas, crianças, usuários de muletas, pessoas com problemas de coluna, daltônicos, pessoas com atrite, pessoas com problemas de coração, entre outros. Todas essas características são levadas em consideração.


TransOeste (Foto: Mariana Gil / WRI Brasil Cidades Sustentáveis)

O checklist foi formulado levando em consideração as leis e normas brasileiras, além de melhores práticas nacionais e internacionais. Validado em 2012, no então recém-inaugurado BRT TransOeste do Rio de Janeiro, a ferramenta é composta por quatro aspectos de análise: elementos para travessia, passarelas, acesso às plataformas e elementos da plataforma.


Curitiba, PR (Foto: Mariana Gil / WRI Brasil Cidades Sustentáveis)

Uma vez que os sistemas de transporte coletivo e as calçadas nem sempre garantem a acessibilidade de forma plena, o checklist indica um modelo a ser seguido, estimulando o crescimento de uma rede acessível de transporte.

Fique Ligado

Newsletter

Inscreva-se para receber a newsletter do WRI Brasil Cidades Sustentáveis. Increver-se