Especial BRT Rio: Vem aí o Transcarioca!

Transcarioca: novo corredor BRT do Rio cortará a cidade de ponta a ponta (Foto: Mariana Gil/EMBARQ Brasil)

Você já conhece o Transcarioca? O novo corredor BRT do Rio, com inauguração prevista para o início de junho, tem 39 km de extensão e vai ligar a Barra da Tijuca ao Aeroporto Internacional Tom Jobim, cruzando bairros como Madureira, Vicente de Carvalho e Penha.

No total, 450 mil pessoas serão beneficiadas todos os dias, com uma economia de tempo estimada em 66% (cálculo referente ao trajeto da Barra da Tijuca ao Aeroporto Tom Jobim). Mas os benefícios vão além. Para mostrar os impactos da obra de uma forma prática e visual, o portal Cidade Olímpica montou um grande infográfico navegável repleto de informações a respeito do novo corredor.

O Transcarioca cruza o Rio de Janeiro de ponta a ponta. Conectar a cidade é conectar as pessoas. A diferença de tempo no trajeto percorrido pelo TransCarioca chega a até uma hora.

Com menos horas perdidas em deslocamento, aumentam a produtividade e a qualidade de vida, porque quem vive melhor produz mais. Além disso, o processo de reurbanização ao longo do corredor prevê a construção de novas ciclovias, o alargamento de calçadas e vias, mais sinalização e paisagismo. Essa, afinal, é a pretensão de um sistema BRT: transformar a cidade e a vida das pessoas a partir da mobilidade.

As mudanças para a população

O BRT é uma solução de transporte em crescimento no mundo inteiro, tanto em países desenvolvidos quanto naqueles em desenvolvimento. Aqui no Brasil, a capital fluminense é uma das principais cidades brasileiras a investir nessa opção. Desde 2011, quando o Rio de Janeiro anunciou a construção de seu primeiro corredor BRT, o Transoeste, os cariocas passaram a conviver com as mudanças trazidas pela nova alternativa de transporte.

Inaugurado em junho de 2012, o corredor tem 64 estações dispostas ao longo de 56 km de extensão. São em média 135 mil passageiros beneficiados por dia com mais conforto e redução no tempo de viagem e quatro milhões atendidos a cada mês. Além dos benefícios diretos ao meio ambiente, com a redução das emissões de CO2, o Transoeste contribui para a diminuição dos congestionamentos, já que um ônibus BRT substitui, em média, mais de 100 carros em termos de passageiros transportados.

A qualidade do sistema é comprovada pela satisfação dos usuários: em junho de 2013, um ano depois da inauguração, 93% dos passageiros declararam-se satisfeitos com o BRT, apontando como principais vantagens a rapidez, o conforto e a segurança.

O plano do Rio de Janeiro inclui, ainda, os corredores Transolímpica e Transbrasil. No total, serão 150 km de corredores BRT na cidade.

• Transolímpica: Os 26 km que ligarão o bairro de Deodoro à Barra da Tijuca pela Transolímpica farão mais do que encurtar o tempo de deslocamento dos atletas entre as instalações dos Jogos Olímpicos de 2016. Diferentemente dos outros três corredores em construção, ele servirá de via expressa também para carros, sem cruzamentos ou sinais, como na Linha Amarela.

• Transbrasil: Será o quarto corredor BRT do Rio de Janeiro e deve ser construído pela Prefeitura do Rio também até as olimpíadas, com 32 km de extensão e 25 estações. A linha ligará o Aeroporto Santos Dumont a Deodoro, na Zona Oeste da cidade, e será o corredor com maior demanda entre todos: 900 mil passageiros por dia. Haverá pontos de integração com a Transolímpica e Transcarioca, além de estações nas avenidas Francisco Bicalho e Presidente Vargas.

EMBARQ Brasil e Rio, uma parceria pela sustentabilidade

A inauguração do Transcarioca, dois anos depois do lançamento do Transoeste, é resultado de um longo trabalho da Prefeitura do Rio de Janeiro. Desde a assinatura do Termo de Cooperação Técnica, em 2010, a EMBARQ Brasil é parceira da prefeitura e trabalha para qualificar o transporte coletivo carioca. Conheça as principais ações desenvolvidas:

Simulador BRT

Auditorias Segurança Viária

Workshop de Marketing

Alinhamentos estratégicos

Experiência BRT – Missões de Imprensa e Técnica

Fique Ligado

Newsletter

Inscreva-se para receber a newsletter do WRI Brasil Cidades Sustentáveis.

Increver-se